Bitcoin se segura pouco abaixo dos US$ 30 mil, mas inflação segue alimentando aversão a risco

Bitcoin se segura pouco abaixo dos US$ 30 mil, mas inflação segue alimentando aversão a risco

O mercado de criptomoedas opera hoje em campo positivo, com as principais bitcoin e ethereum registrando pouca oscilação. Às 12h (horário de Brasília), o bitcoin (BTC) era negociado a US$ 29.847, com alta de 2,43%, nas últimas 24 horas. A mínima do período foi de US$ 28.615 e a máxima de US$ 29.884. O ethereum (ETH) valia US$ 1.979, alta de 053%, segundo dados do CoinDesk.

“O bitcoin tem se mostrado resiliente no suporte de 28 mil dólares”, aponta Felipe Medeiros, analista e sócio da Quantzed Criptos. Ontem, o mau humor tomou conta do mercado de ações e os principais índices das bolsas americanas em forte queda, com empresas como Amazon e Apple caindo 7% e 5% respectivamente. “Isso não foi suficiente para que o bitcoin e demais criptoativos perdessem o último fundo, de US$ 26.700”, avalia.

O mercado acionário, com o qual as criptos estão correlacionadas, é pressionado pela preocupação em torno da alta da inflação que força a elevação da taxa de juros pelo Federal Reserve (Fed, o banco central dos Estados Unidos), o que dita o fluxo de recursos dos investidores. Outros bancos centrais já adotam medidas de aperto monetário, uma vez que a alta dos preços afeta grandes economias mundiais.

Em Nova York, hoje, os índices acionários seguem em queda, com o Nasdaq, das empresas de tecnologia, próximo da estabilidade, após o tombo de mais de 4%, no pregão de ontem.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Related Posts